O Ministério Público Eleitoral arquivou o pedido de impugnação da candidatura de Genebaldo Correia (PMDB) a deputado federal, após verificar que ação movida contra o candidato não possuía base legal, visto que as contas relativas a 2004, último ano de seu mandato à frente da Prefeitura de Santo Amaro, foram aprovadas por dois terços dos vereadores, o que derrubou o parecer prévio do Tribunal de Contas dos Municípios que recomendava a rejeição das contas.

Com data de 1º de Agosto, o parecer do Ministério Público Eleitoral, assinado pelo procurador regional eleitoral, Sidney Pessoa Madruga, afirma que apresentadas as argumentações do candidato “neste momento processual não subsistem outros vícios  a obstaculizar a candidatura ora pleiteada”. Ele acrescenta: “isto posto, cabe ao Ministério Público Eleitoral requerer a desistência da presente ação de impugnação”.

Vencida esta etapa da campanha eleitoral, Genebaldo Correia avalia que muitos problemas poderiam ter sido evitados se o TCM não houvesse enviado seu nome para o Tribunal Regional Eleitoral, já que inexistiam razões fundamentadas para o pedido de impugnação de sua candidatura. “Bastaria um maior rigor administrativo e o TCM verificaria que seu parecer fora derrubado pela Câmara de Vereadores por uma larga margem de votos”, afirma Genebaldo, que avalia como “inaceitável sua inclusão dentre aqueles candidatos que não poderiam ter suas candidaturas registradas”.

Para ele, o Ministério Público Eleitoral agiu de forma correta, dentro dos parâmetros da legalidade e após constatar a veracidade das informações juntadas ao processo requereu a desistência da ação de impugnação de sua candidatura. “Felizmente, o resultado obtido foi o esperado, mas os prejuízos foram muitos porque a mídia deu grande destaque ao fato e assim reproduziu uma situação que originalmente não poderia ter existido, visto que não existiam vícios que comprometessem minhas pretensões de retornar à Câmara dos Deputados”, salienta.

Superados os problemas e com o registro de sua candidatura assegurado, Genebaldo Correa amplia os contatos no interior do estado e na capital com vistas a assegurar apoios de importantes lideranças políticas. “Agora, estamos trabalhando com mais vontade porque uma injustiça foi corrigida a tempo”, finaliza.