do G1

Pelo menos cinco pessoas viram Fernanda Gomes em MG e no Rio. Ela foi chamada pela polícia, mas advogados adiaram depoimento.

Fernanda Gomes chega à BH para prestar depoimento na polícia

A mulher apontada pela polícia como amante do goleiro Bruno  — e que teria tomado conta do bebê de Eliza Samudio e ajudado a levá-lo para Belo Horizonte — aparece em pelo menos cinco depoimentos de testemunhas no inquérito policial que apura o desaparecimento de Eliza Samudio.

Fernanda Gomes desembarcou no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste sábado (17), segundo Ércio Quaresma, advogado dela. O delegado Edson Moreira, que investiga o caso, afirmou que não há previsão para o depoimento de Fernanda. Ele afirmou não ter conhecimento de que ela está em Minas Gerais. Fernanda deveria ser ouvida pela Polícia Civil nesta sexta-feira (16), mas passou mal e ficou internada por sete horas num hospital em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Segundo a polícia de Minas Gerais, Fernanda teria passado pelo sítio do goleiro Bruno entre 4 e 6 de junho. Outra mulher que teria envolvimento com o atleta também foi citada em declarações obtidas pela polícia. A delegada Roberta Carvalho, do Rio, disse que Ingrid Oliveira, que seria noiva de Bruno, não é suspeita de participação no crime, mas o depoimento dela foi pedido justamente por ter sido lembrada nos depoimentos. Ela também deveria prestar esclarecimentos, mas os advogados pediram que a audiência fosse remarcada.

No depoimento do irmão do dono de um bar, localizado em Ribeirão das Neves (MG), o goleiro Bruno chegou ao estabelecimento, em 6 de junho, com cerca de 20 pessoas, entre jogadores do time 100% (que é patrocinado por Bruno), torcedores, amigos e de uma mulher loira, cuja descrição se assemelha com a de Fernanda. A conta, que ficou em torno de R$ 1 mil, foi paga pelo atleta, em dinheiro.

Um dos jogadores do time também confirmou a presença de Fernanda no bairro mineiro e que chegou ao campo de futebol na companhia do ex-goleiro do Flamengo. Em seguida, todos foram ao bar onde comemoraram a vitória de 2 a 0 na partida realizada no dia 6 de junho. Uma outra testemunha afirmou, em depoimento, ter visto Bruno trocar beijos com Fernanda. Ele contou que reencontrou Bruno no dia 10 de junho, em Angra dos Reis, quando o time 100% viajou para uma partida no Rio de Janeiro, e que Fernanda estava ao lado do goleiro.

Uma outra testemunha também contou à polícia ter visto Fernanda em Ribeirão das Neves durante a primeira partida do time 100%, no dia 6 de junho.

Wemerson Marques de Souza, o Coxinha, um dos suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza, disse à polícia que Fernanda é namorada de Bruno e ainda descreveu o porte físico dela.

Um comerciante, amigo de Bruno, também disse à polícia que Fernanda é namorada do ex-goleiro do Flamengo, a descreveu fisicamente e afirmou que a conheceu em 13 de junho, durante um jogo do time 100%, no Rio de Janeiro.

Entenda o caso
Nascida em Foz do Iguaçu (PR), Eliza Samudio se mudou para São Paulo e posteriormente para o Rio. Em 2009, teve um relacionamento com o goleiro Bruno. Ela engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O bebê nasceu no início de 2010 e, agora, está com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul.

A polícia mineira começou a investigar o sumiço de Eliza em 24 de junho, depois de receber denúncias de que uma mulher foi agredida e morta perto do sítio de Bruno. Os delegados já consideram Eliza morta.

Oito pessoas estão presas na Região Metropolitana de Belo Horizonte, por suspeita de envolvimento no desaparecimento da jovem, incluindo Bruno. Todos negam o crime.

No Rio, o goleiro e o amigo dele, Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, são investigados por suspeita de participação no sequestro da jovem. Os dois também negam.