Do R7, no Rio
Policiais da Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro tomavam, no começo da tarde desta terça-feira (6), o depoimento de um jovem de 17 anos que disse ter presenciado a morte de Eliza Samudio, desaparecida há cerca de um mês. O delegado Rafael Willis disse que o menor de idade foi encontrado em um dos apartamentos do goleiro Bruno do Flamengo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Policiais ouviram do adolescente detalhes sobre a forma violenta com que ela foi morta. A polícia investiga a autoria do crime.

Em entrevista na semana passada, o goleiro Bruno negou envolvimento no crime na morte de Elisa. A reportagem do R7 tenta falar com o empresário do jogador, mas ainda não obteve contato.

A polícia chegou ao adolescente após denúncia feita por um homem à rádio Tupi do Rio de Janeiro. Esse homem, cuja identidade não foi divulgada, disse que um jovem com suspeita de envolvimento na morte estaria no apartamento do goleiro.