O candidato a vice-presidente na chapa do tucano José Serra à Presidência da República, Antônio Pedro de Siqueira Índio da Costa, tem 39 anos e exerce seu primeiro mandato federal pelo DEM do Rio de Janeiro. Índio da Costa é afilhado político do ex-prefeito César Maia (DEM) e está no primeiro mandato como deputado federal. Índio somou 91.538 votos (1,15% dos votos válidos) na disputa eleitoral de 2006.
 
O deputado formou-se em direito na Universidade Cândido Mendes e fez especialização em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele atuou como assessor do Conselho Municipal de Desenvolvimento, no Rio de Janeiro, em 1993, foi administrador regional do Parque do Flamengo. Também foi assessor do gabinete de César Maia na prefeitura.

Índio foi vereador por três mandatos (1996-2000; 2001-2004; 2005-2007). Assumiu o mandato na Câmara em fevereiro de 2007. Na Casa, já integrou as Comissões de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira; Constituição e Justiça; Educação e Cultura e Turismo.

O parlamentar foi co-autor da política de Turismo da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente é membro titular Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Casa.

Índio também foi o relator do grupo de trabalho que analisou o projeto ficha limpa, que impede as candidaturas de políticos com condenações judiciais em órgãos colegiados. Também teve ganhou projeção durante a CPI dos Cartões Corporativos, da qual foi sub-relator há dois anos. 

O deputado começou sua vida partidária no PFL, no qual permaneceu entre 1995 e 1999. Naquele ano passou para o PTB, de Roberto Jefferson. Em 2001, voltou ao PFL e segue na sigla, rebatizada de Democratas (DEM).