do A Tarde

Apesar da chuva, grupo de curiosos permaneceu sobre a ponte para acompanhar o resgate do corpo

Três dias depois que uma menina recém-nascida foi encontrada no lixo em Salvador, outro bebê do sexo feminino foi achado, nesta sexta-feira, 25, pela manhã, dentro de um rio, no município de Camaçari, região metropolitana da capital baiana. A primeira criança foi localizada com vida e passa bem, mas a segunda não teve a mesma sorte: foi achada morta.

Populares encontraram o bebê sob a ponte do Rio Camaçari, no bairro Camaçari de Dentro, no município da Região Metropolitana de Salvador. O corpo da criança estava preso numa parte assoreada do meio do rio, junto a entulho e lixo. Inicialmente, moradores acharam que se tratava de uma boneca, contou dona Justina da Anunciação, moradora da região.

 

“Ela (bebê) estava de bruços, com parte do corpo dentro da água. Não dava para ver o rosto, e a gente achou que era uma boneca”, contou a aposentada. Mesmo com a dúvida, populares resolveram avisar a central telefônica da polícia. PMs do 12º Batalhão da Polícia Militar (12º BPM-Camaçari) foram ao local e, acreditando que era o corpo de um bebê, resolveram acionar a  Defesa Civil do município para resgatá-lo.

Uma equipe da Defesa Civil entrou no rio e conseguiu resgatar o corpo, apesar da dificuldade por causa da correnteza e do volume elevado de água, em função da chuva que caiu na região.

Apesar de o corpo do bebê já apresentar sinais de decomposição, policiais puderam verificar que se tratava de uma menina de pele clara, com cerca de 2 meses de vida. A criança estava sem roupa e não tinha qualquer pertence que pudesse identificá-la.

A delegada Iraildes Rodrigues da Silva, plantonista da 18ª CP (Camaçari), disse que ainda não tem pistas sobre o crime. Acrescentou que a perícia pode ajudar a esclarecer se a criança foi morta antes de ser jogada no rio ou se morreu afogada. “O corpo não tinha sinais aparentes de violência, mas a perícia vai detectar a causa da morte”.