“Ele não disse para o que veio e só fica sentado na cadeira do conforto”, afirma a parlamentar.

 

Daniel Simurro/Acheibrumado

Não é de hoje que a vereadora Olindina Reis (PP) vem chamando a atenção pelos seus discursos autênticos e pela forma toda particular que ela trata certos assuntos, mas, agora, a vereadora, ao se aproximar o período eleitoral, está sendo muito mais ácida em seus pronunciamentos.

Há algumas sessões ela deu várias alfinetadas no governo do estado, afirmando que este não olhava para Brumado e que estava totalmente desafinado aos anseios do povo baiano.

Na última sessão a vereadora progressista subiu o tom das suas críticas e, de forma contundente, taxou o governo Wagner de inoperante, tendo na propaganda o principal catalisador para convencer os baianos de que está trabalhando pelo povo.

Buscando defender o chefe do executivo brumadense na questão do agravamento da crise de abastecimento na zona rural ela foi contumaz. “Não podemos culpar o prefeito Eduardo Vasconcelos pela crise que vem se agravando, ele está fazendo a sua parte e os recursos são limitados. Temos sim é que ser racionais e ver que o governo do estado não está movendo uma palha nesse sentido, então, em vez de criticarmos o gestor municipal, temos que ver que os poderes maiores estão totalmente inoperantes. O governador ainda não mostrou para que veio e fica sentado na cadeira do conforto, enquanto os baianos estão sofrendo sem segurança pública, sem educação, sem saúde e no caso de Brumado, agora sem água para o povo da zona rural”, declarou.

Ela continua de forma apimentada e cita que “Wagner e Lula são os que têm os recursos, então são deles que temos que cobrar ações para solucionar a falta d´água que está atingindo de forma terrível nossos irmãos da zona rural. Me digam o que os governos federal e estadual vêm fazendo pelo nosso município, além de muito marketing e propaganda. Nesse momento delicado, onde a crise de abastecimento no interior do município se agrava a cada dia, pelo que temos conhecimento, até o Exército diminuiu sensivelmente o número de carros pipas. Pelo que soubemos é devido ao nosso IDH ser alto; tudo bem que seja maior que o dos outros municípios, mas o sofrimento da população da zona rural é a mesmo, ou até pior, do que os outros lugares”.

As declarações da parlamentar, mais uma vez, confirmaram que a base de sustentação do prefeito municipal está completamente divida na questão da escolha para o cargo de governador do estado. 

Enquanto os vereadores Miguel Lima Dias (DEM); Aguiberto Lima Dias (DEM) e Olindina Reis (PP) são defensores da candidatura de Paulo Souto; os outros colegas de bancada ainda não se mostram totalmente convictos do apoio à reeleição do governador, prova é que os discursos da vereadora Olindina não foram rebatidos por nenhum dos outros três vereadores situacionistas, o que pode simbolizar que eles podem ainda estar em cima do muro, esperando maiores definições, já que ainda as alianças não foram todas seladas e até o final do mês fatos novos ainda podem ocorrer.