do Abril.com

Gary Brooks Faulkner, 51 anos, carregava uma espada, uma pistola e óculos de visão noturna; ele teria dito que “Deus está comigo e estou confiante de que terei sucesso em matá-lo”

Um americano do Estado do Colorado foi detido nas montanhas do Paquistão, depois que autoridades locais o encontraram em posse de uma espada, uma pistola e óculos de visão noturna. O homem disse que estava em missão solo para caçar e matar Osama Bin Laden.

Nesta terça-feira (15), o trabalhador da construção civil Gary Brooks Faulkner, 51 anos, foi interrogado pela inteligência do Paquistão em Peshawar, principal cidade do noroeste do país. Ele não foi acusado por nenhum crime.

Faulkner, que já possui passagem numa prisão do Colorado, chegou à cidade de Bumburate em 3 de junho e se registrou em um hotel local.

Um guarda de polícia foi designado para vigiá-lo, como é comum a visitantes estrangeiros em partes remotas do Paquistão. Quando ele deixou o hotel sem notificar a polícia, oficiais começaram a procurá-lo, segundo informou o chefe de polícia na região de Chitral, Mumtaz Ahmad Khan.

Ele disse que o americano foi encontrado no domingo (13) em uma floresta.

“No começo, nós rimos quando ele disse que queria matar Osama Bin Laden”, afirmou Khan. Mas quando policiais apreenderam as armas e o equipamento de visão noturna, “nossas suspeitas cresceram”. Ele disse que Faulkner estava tentando cruzar a fronteira para a região afegã de Nuristan.

Segundo Khan, o americano teria dito aos investigadores que estava com raiva desde 11 de setembro.

“Acho que Osama é responsável por derramamentos de sangue no mundo e quero matá-lo”, teria dito o americano.

Quando perguntado se acreditava que teria chance de rastrear Bin Laden, Faulkner teria respondido que “Deus está comigo e estou confiante de que terei sucesso em matá-lo”.

Khan afirmou ainda que a polícia confiscou uma pequena quantidade de haxixe do americano.

Faulkner teria dito à polícia que visitou o Paquistão sete vezes e que esta era sua terceira viagem à Chitral, região montanhosa que atrai turistas ocidentais aventureiros. A região é considerada segura para estrangeiros.

Faulkner é devoto, um cristão bem-humorado, disseram seus amigos e familiares. Ninguém soube explicar a jornada de mais de 13 mil km.

A irmã de Faulkner, Deanna, disse que uma doença deixou o irmão com apenas 9% da capacidade funcional dos rins. No entanto, ela disse à agência de notícias “Associated Press” (AP) não acreditar que esse seja o motivo da viagem.

Bin Laden, que também possui problemas nos rins, conseguiu fugir de uma grande caçada desde os ataques às Torres Gêmeas no Estados Unidos, em setembro de 2001, pelos quais é acusado.

O governo federal ofereceu recompensa de US$ 25 milhões a quem possuir informações que levem à captura do muçulmano.

Chitral e Nuristan estão entre os vários locais apontados por rumores como possíveis esconderijos para Bin Laden. O Paquistão nega o boato.