Novas armas são muito mais seguras e de grande precisão o que vai otimizar sobremaneira a estrutura no combate ao crime organizado no município.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Daniel Simurro/Acheibrumado

Com o intuito de potencializar a qualidade dos serviços prestados pela Polícia Civil em todo o estado o Governo da Bahia está fornecendo novos armamentos a todas as Coordenadorias de Polícia, buscando a padronização e modernização logística da instituição.

A equipe de jornalismo online do AcheiBrumado esteve essa manhã na sede da 20ª Corpin e acompanhou a chegada dos novos armamentos, os quais vão ampliar consideravelmente o poder de fogo e também dar muito mais efetividade aos serviços prestados à sociedade brumadense.

O lote de armamentos compreende: 15 modernas pistolas Ponto 40; uma espingarda calibre 12, uma grande quantidade de munição e 25 coletes à prova de bala.

Hoje a Coordenadoria de Brumado conta com 22 investigadores, 18 delegados e 18 escrivães, o que é considerado ainda um número ainda limitado para a crescente onda de violência em todo a região, por isso o Governo está sendo requisitado mais uma vez para aumentar o contingente de policiais civis.

Nossa equipe falou com o coordenador da 20ª Corpin, delegado Elvander Miranda, que citou a importância dos novos armamentos. “Hoje a indústria bélica evoluiu muito, então com a chegada desses novos armamentos nosso poder de fogo será muito ampliado, além de dar mais efetividade às nossas ações, já que essas novas pistolas são de última geração, muito mais leves, com um novo designer muito mais anatômico, que nos dará muito mais segurança e resolutividade”.

Ele ainda cita que “essa foi uma reivindicação de nossa categoria que agora o Estado está atendendo o que vai melhorar significativamente a qualidade de nossos serviços, pois os armamentos são de primeira linha. Com a chegada desse material ficamos muito mais preparados e, com certeza, o resultado de nossas ações contra a criminalidade será ainda melhor”.

No momento da chegada dos armamentos um dos policiais civis deu uma sugestão interessante de que o Governo deveria facilitar a aquisição dessas novas armas aos policiais descontando uma quantia que estive dentro das nossas condições todos os meses diretamente dos contracheques. “Atualmente para um policial civil comprar uma arma dessas é muito difícil, pois elas são caras. O policial civil é policial 24 horas por dia e tem que ter a sua arma particular, então essa sugestão é interessante, pois o governo pode adquirir essas armas a um preço muito mais razoável e apenas repassaria para todos os soldados que quisessem adquirir os armamentos, sendo que seria descontado todos os meses nos contracheques. Acho isso uma sugestão interessante, porque assim a nossa segurança ficaria muito melhorada, já que esses novos armamentos são de alta qualidade”.