A TARDE On Line*

Gledson Santos | Ag. A TARDE

Remédio vencidos foram apreendidos pela ANVISA em uma das farmácias da Rede Caroá

Remédio vencidos foram apreendidos pela ANVISA em uma das farmácias da Rede Caroá

Cinco pessoas presas e 50 toneladas de medicamentos apreendidos. Este foi o saldo da operação “Tarja Preta II”, presidida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na cidade de Feira de Santana (109km de Salvador), nesta terça e quarta-feira (8 e 9), com o apoio da Vigilância Sanitária municipal e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Edvando Souza de Oliveira, 46 anos, Elson de Jesus, 37 anos, Edemário Santos Nascimento, 33 anos, Elideval da Silva Campos, 26 anos, e Glauber Santos Leal, 29 anos, foram detidos pela polícia pela venda de medicamentos de tarja preta para caminonheiros, como o Arrebite, nos postos de combustíveis Pau de Vela e São Caetano, que ficam no município de Santo Estevão, na BR 116 Sul.

As farmácias foram interditadas pela Anvisa e os postos de combustíveis, multados.

Na terça-feira, uma das 15 lojas da rede de farmácias Caroá em Feira de Santana foi interditada pelo órgão. No local, foram encontradas 50 toneladas de medicamentos com prazo de validade vencido, alguns desde 2005. Alguns medicamentos estavam armazenados de maneira imprópria, com sujeira e com a presença de insetos.

Por meio de uma denúncia anônima sobre o armazenamento de remédios vencidos nos andares superiores ao do estabelecimento, os técnicos da Anvisa chegaram à farmácia. Produtos dentro do prazo de validade foram achados pelo órgão, mas foram condenados pelo armazenamento de forma inadequada.

A operação “Tarja Preta II” vai continuar pelo interior da Bahia. Os próximos destinos da operação não foram informados, no entanto.

*Com informações de Glauco Wanderley e Alean Rodrigues | Sucursal Feira de Santana.