CORREIO

Os policiais civis decidiram encerrar a greve que acontece desde 19 de maio em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (8), encerrada por volta das 17h30. As atividades serão retomadas normalmente a partir desta quarta, mas segundo Marcos Maurício,  presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc), o indicativo de greve continua. “É preciso que se saiba que podemos parar a qualquer momento, enquanto o governo não apreciar a PEC 300”.

Segundo Maurício, a categoria resolveu seguir a orientação nacional e suspender a greve – a Bahia era o único estado que ainda mantinha a paralisação, que aconteceu também em outros oito estados do país.

Os policiais pedem aprovação do Projeto de Emenda Constitucional 300, que cria um piso mínimo salarial de R$ 3.500 para policiais militares, civis e bombeiros. O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse ao site da Câmara que não acredita que esta proposta seja votada ainda esta semana. Segundo o deputado, o Executivo não aceita incluir o valor de piso salarial na Constituição.