da Folha

Pesquisa encomendada pelo PMDB de Minas Gerais ao Ibope sobre a disputa ao governo local aponta, no levantamento espontâneo, Hélio Costa (PMDB) e Antonio Anastasia (PSDB) com 10%, contra 8% de Fernando Pimentel (PT).

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O instituto testou também outros cenários estimulados, uns com o peemedebista como candidato, outros com o petista à frente da chapa.

Num destes cenários de suposto segundo turno, Pimentel tem 33%, contra 28% de Anastasia. Já Hélio Costa aparece com 37% contra 26% de Anastasia. Em outro cenário, em que é incluído o nome do candidato José Fernando (PV), Costa tem 32%, contra 26% de Anastasia e 3% do candidato do PV. Já quando o candidato é Pimentel, ele soma 29%, contra 25% de Anastasia e 4% de José Fernando.

O Ibope ouviu 1512 pessoas, de 28 a 31 de maio. A pesquisa servirá de base nas discussões sobre a definição do candidato do campo lulista em Minas. O PT também encomendou um levantamento, do Instituto Sensus. De acordo com o Blog do jornalista Fernando Rodrigues, no cenário espontâneo da Sensus, Pimentel tem 10,2%, contra 9,2% de Anastasia e 7,5% de Costa.

Em tese, o candidato que tivesse melhor desempenho nas pesquisas seria o escolhido para disputar o governo de Minas. A cúpula do PT, no entanto, diz que independentemente do resultado das pesquisas, há um acordo para que Costa seja o candidato.

A pesquisa Ibope está registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais sob o número 30277/2010. Já a pesquisa do Instituto Sensus está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 13361/2010.