CORREIO

Servidores da Justiça e a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Telma Britto, se reúnem na manhã desta segunda-feira (31) no prédio do tribunal, no Centro Administrativo, onde vão tentar chegar a um acordo. Os servidores, em greve há 23 dias, querem o fim dos chamados “supersalários” e dos “adicionais de função”, que complementam salários.

Outra reivindicação é que se antecipe o plano de cargos e salários que, de acordo com o cronograma atual, só vai terminar de ser implantado em 2015. “É a primeira vez que a presidente nos convida para conversar e a gente espera que as negociações possam avançar”, afirma Jorge Dias, diretor do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud).