WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ebook gestao financeira


maio 2010
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


Hillary Clinton vê discordâncias muito sérias com Brasil em relação ao Irã


RIO – Em mais um capítulo do desentendimento entre Brasil e Estados Unidos pós acordo com o Irã, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse nesta quinta-feira que a política externa americana tem ‘discordâncias muito sérias’ com a brasileira no que diz respeito ao programa nuclear iraniano. Em declarações no centro de investigações Brookings Institute, em Washington, Hillary disse que o acordo proposto por Brasil e Turquia serve somente para que o Irã ganhe tempo e mina a capacidade da comunidade internacional para apresentar uma frente unida contra o Irã.

– Certamente nós temos discordâncias muito sérias com a diplomacia brasileira em relação ao Irã – disse a secretária em Washington durante entrevista sobre a nova Estratégia de Segurança Nacional dos Estados Unidos, segundo a BBC.

( Brasil e Turquia reafirmam que continuarão atuando para que acordo com o Irã seja aceito )

Segundo Hillary, ações como a mediação liderada por Brasil e Turquia para tentar ajudar a encontrar uma solução diplomática para o programa nuclear iraniano tornaram o mundo mais perigoso

” Permitir que o Irã evite a unidade internacional no que diz respeito ao programa nuclear iraniano torna o mundo mais perigoso, não menos “


– Permitir que o Irã evite a unidade internacional no que diz respeito ao programa nuclear iraniano torna o mundo mais perigoso, não menos – disse a secretária de Estado americana.

( No Rio, Ban Ki-moon visita comunidades e homenageia militares mortos no Haiti )

A secretária de Estado americana disse, porém, que essas divergências não afetam o bom relacionamento entre os dois países.

– Nossa discordância não enfraquece nosso comprometimento em encarar o Brasil como um amigo e um parceiro – disse a secretária. – Nós queremos com o Brasil uma relação que passe no teste do tempo.

A posição de Washington, não compartilhada pelo Brasil, é de que o Irã somente aceitará negociar depois que lhe forem impostas sanções pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

( Decisão do Irã de enriquecer urânio a 20% preocupa a comunidade internacional, diz Ban Ki-moon )

Acordo nuclear com Irã não pode ser desperdiçado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, continuou a defender o acordo, ao lado do primeiro-ministro da Turquia, Tayyip Erdogan. Ele disse que o acordo nuclear assinado com o Irã e mediado por Brasil e Turquia é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada.

– Acreditamos que é a flexibilidade, não o dogmatismo que aproxima os povos. É esse espírito que nos guiou na negociação com o Irã… e constitui uma oportunidade que não pode ser desperdiçada – disse Lula em Brasília.

Lula afirmou ainda que é necessário que os países envolvidos nas negociações com o Irã pensem em diálogo e não em confronto e que se o Conselho de Segurança da ONU tivesse membros permanentes sem armas nucleares, o diálogo com Teerã seria “mais fácil”.

– É preciso que as pessoas digam claramente se querem construir possibilidade de paz ou se querem construir possibilidade de conflito – disse Lula. O Globo

2 respostas para “Hillary Clinton vê discordâncias muito sérias com Brasil em relação ao Irã”

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia