da ASCOM | SIMMP

Após receberem as notícias da segunda rodada de negociação com a prefeitura, que aconteceu na última terça-feira, 24/05, os professores da rede municipal de ensino resolveram paralisar as atividades escolares. Dentre as questões que motivaram tal atitude está o ínfimo índice de reajuste proposto pelos gestores, o qual varia entre 4,31% e 7%, tendo como média 5,36%.

A proposta da administração está totalmente em desacordo com a dos docentes, que reivindicam 17,12% para o piso salarial (de acordo com o reajuste do Fundeb, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) e uma nova composição de tabela, com outros níveis e classes, uma vez que a atual está defasada.

Os gestores desconsideraram a proposta dos docentes ao oferecer um índice menor que o do salário mínimo e congelar os níveis I, II e III, desvalorizando o tempo de serviço. “A tabela apresentada além de precarizar o trabalho docente, evidencia a falta de compromisso dos gestores com a educação pública de qualidade, descaracterizando a propaganda do governo participativo, uma vez que este diz priorizar o servidor, sobretudo os da área educacional”, afirmou a diretora do SIMMP, Janete Dias.

Cerca de quarenta mil alunos ficam sem aula nesta quarta-feira, 26/05, e na próxima terça-feira, 01/06, datas em que os professores realizarão movimentos reivindicatórios. Amanhã a mobilização acontecerá no Centro Municipal de Educação Professor Paulo Freire (CAIC), no turno noturno (a partir da 7:00h), durante a abertura do sétimo Congresso de Educação, organizado pela Secretaria Municipal de Educação (SMED). Já na terça-feira, os educadores se reunirão em frente à prefeitura, a partir das 14:00h, quando acontecerá a terceira reunião de negociação com o sindicato.

De acordo com os professores, caso os gestores não apresentem outras propostas de reajuste, a categoria deflagrará uma greve por tempo indeterminado, a partir de quarta-feira, 02/06, quando os professores novamente se reunirão em assembléia.

Mais informações, ligar para 3424-3698 / 3422-7858 (Aline Mota).