Paquistão – No dia 16 de maio, 40 militantes muçulmanos ligados Ahl-e-Hadith (um grupo radical) invadiu a igreja Vida Abundante em Karachi, Paquistão.
Falando à agência International Christian Concern (ICC), Ishaq Khokhar, o pastor da igreja, disse que os muçulmanos atacaram o templo a pedido de Muhammad Tariq, que era cristão, mas se converteu ao islamismo. Tariq formulou um plano para demolir a igreja e construir uma mesquita no lugar. Então, ele entrou em contato com diversos muçulmanos para ajudá-lo.
Os militantes armados gritavam Allahu Akbar (Alá é grande) durante a invasão, e ameaçaram massacrar os cristãos na área de Saifal Marree Goth Surjani (bairro em que a igreja está localizada).

Depois que os militantes foram embora, o pastor Khokhar foi até a delegacia de Surjani para informá-los sobre o ataque e as ameaças. No entanto, a polícia ao invés de prender os criminosos, registrou um boletim de ocorrência contra quatro cristãos que os muçulmanos acusaram de ameaçar Muhammad Tariq. Victor Masih, Arshad Masih, William Masih e Ayub Masih tiveram que se esconder.

O pastor Khokhar pede que a comunidade internacional ajude os cristãos. Ele afirma que os militantes muçulmanos podem atacar a qualquer momento. Ele também solicitou ao governo do Paquistão que proteja os cristãos das ameaças. Ore por nossos irmãos.
Tradução: Missão Portas Abertas