A APLB faz uma assembléia hoje à tarde para discutir a proposta do governo municipal de Feira de Santana que ontem  assumiu compromisso com os professores da rede municipal de ensino de enviar à Câmara Municipal um segundo projeto garantindo à categoria um percentual de reajuste de 1,69%, sobre o já proposto 4,31% enviada à Casa da Cidadania na última semana. O compromisso foi assumido, após nova rodada de negociação. A decisão tem como base o crescimento de verba específica do Fundo Nacional do Desenvolvimento de Manutenção da Educação Básica (Fundeb), que traz como obrigatoriedade o gasto de 60 por cento da verba com a folha de pagamento de professores. Esse percentual 1,69% proposto pelo Governo Municipal substitui o vale refeição, antes garantido apenas aos professores com carga horária de 40 horas. Esse novo percentual incidirá sobre os vencimentos de todos os cerca de 1.700 professores da rede municipal.

Governo e Professores estão em negociação há alguns dias. Do Blog da Feira