do G1

Marcos Cesana sofreu um aneurisma cerebral. Ele fez participações nas séries ‘A grande família’ e ‘Casos e acasos’.

O ator e dramaturgo Marcos Cesana, que participou do filme “Lula, o filho do Brasil” e da série policial brasileira “9mm: São Paulo”, morreu na madrugada desta terça-feira (18), aos 44 anos, em São Paulo.

Segundo informações do Hospital Samaritano, a morte aconteceu em decorrência de “complicações cardiorrespiratórias secundárias a uma hemorragia por ruptura de aneurisma cerebral”. O ator estava internado desde o dia8 de maio.

Na TV, Cesana fez pequenas participações em séries como “Casos e acasos” (Globo) e “Mothern” (GNT). Também atuou em um capítulo de “A grande família”, em 2009. Há dois anos, vivia no seriado policial “9mm: São Paulo” (Fox) o papel do inspetor Tavares, um dos principais personagens da trama.

Nos cinemas, esteve recentemente no filme “Lula, o filho do Brasil”, no papel do sindicalista Feitosa. Também participou de “Bicho de sete cabeças” e “Chega de saudades”, longas dirigidos por Lais Bodanzky.

Já nos teatros, Cesana atuou em montagens premiadas como “A alma boa de Setsuan”, com direção de Marco Antonio Braz, e “Ricardo III”, com direção de Jô Soares e Denise Fraga, Marco Ricca e Gloria Menezes no elenco.

“Era um ator excelente, parceiro de peças, a melhor pessoa para se dividir um camarim. Ele deve estar no céu agora fazendo sua imitação ótima do Tim Maia”, disse a atriz Fernanda D’Umbra, que trabalhou com Cesana no grupo de teatro Cemitério dos Automóveis, de Londrina.