Priscila Trindade, da Central de Notícias do Estadão

BR-1010, liberada após vistoria da PRF. Foto: Maurício Vieira/Diário Catarinense

SÃO PAULO – Santa Catarina contabilizava até às 15 horas desta sexta-feira, 14, 39 municípios atingidos pela chuva que atinge o Estado desde o começo desta semana. O número de cidades em situação de emergência chegou a 14. Estão em emergência: Anitápolis, Braço do Norte, Criciúma, Forquilhinha, Garopaba, Grão Pará, Lauro Muller, Meleiro, Morro da Fumaça, Orleans, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima, São Martinho e Siderópolis.

Boletim divulgado hoje pela Defesa Civil mostra que Criciúma é o município com maior número de moradores afetados pelo mau tempo (101 mil), seguido por Tubarão (40 mil) e Içara (38.558). No total, mais de 264 mil pessoas foram prejudicadas pelas chuvas, sendo que 4.148 tiveram de deixar suas casa.

O órgão informou que a BR-101 foi totalmente liberada para o tráfego de carros no quilômetro 411, na localidade de Ponte da Barranca, em Araranguá, às 12h30 de hoje após vistoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A via foi bloqueada ontem porque havia água na pista em razão da elevação do nível do Rio Araranguá. O rio estava 3,18 metros acima do normal, impedindo a passagem de veículos e, hoje, o nível chegou a 2,65 metros acima do normal.

Aeroportos

As chuvas também afetaram voos. O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, reabriu às 10h20 desta manhã após ficar fechado desde as 5h26 por conta do mau tempo que atingem a região.

Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), as operações de pousos e decolagens estavam sendo feitas com auxílio de instrumentos – quando o piloto necessita da ajuda de equipamentos para alinhar a aeronave com a pista.

Nove voos programados para pousar na capital gaúcha foram cancelados e sete sofreram atrasos, de um total de 25 previstos. Entre as 33 partidas programadas, nove foram canceladas e 19 estavam atrasadas.