Do G1 SP

O incêndio que atingiu uma comunidade na Vila Telma, em Santos, no litoral de São Paulo, na tarde de segunda-feira (10), destruiu mais de 200 casas no local. Quase metade das moradias da comunidade foram atingidas – no local, havia 415 casas.

Os bombeiros trabalharam mais de duas horas para conseguir controlar as chamas. Até o fim da noite eles fizeram o rescaldo no local, trabalho que será retomado na manhã desta terça-feira (11).

Parte das famílias passou a noite na casa de parentes e amigos. Quem não tinha para onde ir ficou abrigado em uma escola da comunidade. Segundo a prefeitura de Santos, todos os moradores serão cadastrados e um abrigo provisório será construído para as famílias.

O combate às chamas foi difícil porque, segundo os moradores, a água custou a chegar a alguns trechos da comunidade. Apesar da gravidade do incêndio – cujo clarão podia ser visto de outras cidades da região – não houve feridos graves. Quinze pessoas foram resgatadas com intoxicação.

Os bombeiros ainda não sabem o que causou o incêndio – apenas que as chamas começaram no centro da comunidade. Entretanto, há muitas ligações clandestinas de energia no local. A corporação vai fazer nesta terça um relatório sobre os riscos das casas que ainda estão de pé.