Jesus é considerado um profeta pelos muçulmanos.

image

O show de Elton John que aconteceria dia 18 de maio no Egito foi cancelado após o cantor ter chamado Jesus de um “homem gay superinteligente”. Na entrevista para a revista Parade, em fevereiro, o músico ainda reclamou da maneira como os países do Oriente Médio tratam os homossexuais.
De acordo com o site contactmusic.com, o chefe do sindicato dos músicos do Egito, Mounir al-Wasimi, disse que seu país não poderia permitir um show de “um homossexual que quer banir a religião, afirma que o profeta Issa (Jesus) era gay e pede que os países do Oriente Médio permitam que gays tenham vida sexual livre”. Jesus é considerado um profeta pelos muçulmanos.

Declaração polêmica

Em resposta às afirmações publicadas na entrevista, um porta-voz da Igreja Anglicana afirmou que algumas declarações feitas pelo artista deveriam “ficar restritas aos acadêmicos”.

‘As reflexões de Elton John, de que Jesus nos convoca a amar e perdoar, são compartilhadas por todos os cristãos’, disse. “Mas as reflexões a respeito de aspectos de Jesus como personagem histórico talvez devam ficar restritas aos acadêmicos’, finalizou. As informações são do G1