Eduardo Rocha e Osmar Marron Martins | Redação CORREIO | Arte: Wilton Bernardo/ CORREIO

Pep Guardiola que se cuide: tem novo técnico no Barcelona ainda em 2010. E que currículo! Copa do Mundo, Mundial de Clubes, Copa dos Campeões. Mais de 20 títulos conquistados em 20 anos de carreira. Só falta o diploma. Professor Capetinha. Edilson não pendurou o uniforme, só pretende trocar camisa- calção-chuteira por terno e gravata. “Ô, eu já ia aí pra conversar com vocês todo arrumado, parceiro”, solta a gargalhada.

Mas o assunto é sério. O camisa 10 vai estudar pra ser técnico e já conseguiu até um estágio de 25 dias no Barça de Ibra, Henry, Xavi, Messi e companhia. “É uma oportunidade de ouro que o Téo, meu empresário lá do Japão, conseguiu pra mim. Vou conhecer as dependências, acompanhar os treinamentos…”. Quem sabe não fica por lá no lugar daquele tal de Guardiola? “Nãaaaao!”, se diverte.

“Ainda vou fazer um curso de treinador aqui na Federação Bahiana, a partir do dia 20. O curso dura um mês, só aos sábados. O cara tá bem lá”. Mas dá pra dar uns toques prum argentino, baixinho que nem você. “Hahahahahaha. Ele já sabe alguma coisa”.

ESTILO
Edilson vai na beca dos europeus, mas, e o estilo à beira do campo? Vai ser disciplinador? “Pô, logo eu. Que nada! Vou ser amigo dos jogadores. Já estive no campo e sei bem como é. Tem mistério, não”, facilita. Mas esse papo de “já estive no campo” revela que ele trocou de vez as chuteiras pelo sapato social.

O último drible foi mesmo na imprensa. O Capetinha faltou à coletiva que ele mesmo convocou, ontem pela manhã, para anunciar a saída do Bahia e dos campos. Diz que teve um dia cansativo.

Primeiro, tratou da rescisão do contrato e da forma de pagamento do que o Bahia lhe deve. “Tive uma conversa tranquila com o Marcelinho (presidente Marcelo Guimarães Filho) e tá tudo bem encaminhado”, explica.

EXEMPLOS
Mas voltando ao campo,ouàbeira dele, só falta mesmo o Capetinha convidar Vampeta pra sua comissão técnica. Exemplos para a carreira de treinador não faltam. “Só trabalhei com os melhores. Vanderlei Luxemburgo, Carlos Alberto Parreira, Felipão.Com cada um aprendi alguma coisa. É a minha chance de colocar em prática”. Boa sorte, professor Capetinha.