A taxa de câmbio brasileira volta a oscilar nos patamares mais altos deste ano, em meio à tensão mundial com a crise na Grécia. O parlamento grego aprovou nesta quinta-feira o rigoroso plano de austeridade fiscal, que prevê cortes de gastos públicos e foi alvo de manifestações populares ontem e hoje no país mediterrâneo.

No mercado de câmbio doméstico, o dólar comercial é cotado por R$ 1,894, em um avanço de 5,28%. A taxa de risco-país marca 228 pontos, número 6,54% acima da pontuação anterior.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) amarga perdas de 0,56%, aos 64.551 pontos. O giro financeiro é de 5,47 bilhões.

O nervosismo também se espalha pelas demais Bolsas de Valores. Na Europa, o índice FTSE, da Bolsa londrina, retraiu 1,51% no fechamento; em Frankfurt, o índice Dax caiu 0,85%.

Nos EUA, o índice Dow Jones (Bolsa de Nova York), retrocede 1,81%. Folha