No conjunto penitenciário de Feira de Santana, uma bola de futebol foi descoberta pelos policiais, recheada com 12 celulares, baterias, maconha e cola para produtos plásticos.

Durante um jogo, um policial percebeu que uma das bolas usadas  estava mais cheia do que o normal, e ao abri-la encontrou todos os objetos.

A direção do presídio suspeita que os presos joguem bola sempre no mesmo local, e que na área  haveria um responsável por trocá-las e abastece-las com drogas e celulares. Do Ibahia