O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hübner, disse, nesta quarta-feira, 28, que o órgão pode instaurar uma auditoria na Coelba se o caso de cobranças supostamente abusivas não for esclarecido. Hübner afirmou que a concessionária tomou algumas medidas e que a Aneel está esperando uma resolução do problema.
Nesta quarta, ele tem uma reunião com representantes da Coelba para discutir o assunto. A princípio, Hübner disse que o argumento usado pela concessionária (aumento da temperatura e ciclo maior de aferição da energia) para justificar as elevações nas contas “não parece ser uma justificativa técnica razoável”.
As declarações foram dadas durante a 14ª reunião anual da Associação Ibero-americana de Entidades Reguladoras de Energia, que começou nesta quarta e segue até 30 de abril no Hotel Pestana, no Rio Vermelho. O evento reúne representantes de 19 países para trocar experiências no setor.

Consumidores da Coelba têm reclamado de cobranças indevidas nos meses de março e abril. Queixas nas empresas chegam a 100 mil, de acordo com a própria empresa.
Carolina Mendonça | A TARDE On Line