Tema polêmico, que suscita pontos de vistas divergentes e discussões acirradas entre a comunidade científica, o aquecimento global será debatido em Vitória da Conquista, nos próximos dias 28 e 29, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, na conferência regional “Conquista 2020 – Prosperidade para uma Região Sustentável”. O evento, organizado pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Social do Comércio (Sesc) e TV Sudoeste tem o objetivo de discutir como a Região Sudoeste da Bahia deve se preparar para mudar os paradigmas de seu desenvolvimento, além de questões sobre o contexto climático e o potencial de desenvolvimento por meio da utilização de soluções e tecnologias que não agridam o meio ambiente.

Para garantir que as diversas opiniões sobre o tema tenham espaço, palestrantes internacionais, nacionais e regionais, com diferentes teses sobre as mudanças climáticas, participarão do evento.  A conferência Conquista 2020 é uma prévia de um fórum mundial que será realizado no município baiano Mata de São João, no mês de maio e integra a campanha Liderança Climática 2020, promovida pela ONG State of The World Forum. A campanha objetiva convocar toda a sociedade a assumir a liderança climática para construir um novo sistema de convivência e alcançar uma meta de redução de 80% das emissões de carbono na atmosfera até 2020. Num período de 10 anos, a campanha pretende construir uma nova consciência global, através da mobilização e mudança de comportamento, e da utilização de energias limpas e soluções sustentáveis. Conheça abaixo os principais palestrantes do “Conquista 2020”.

Jim Garrison– Historiador e presidente da State of the World Fórum. Trabalhando com o ex-presidente da extinta União Soviética, Mikhail Gorbachev, o historiador Garrison fundou o SWF em 1995 com o objetivo de sensibilizar as lideranças quanto a urgência da transição para uma economia sustentável. Nesse esforço, passou a defender políticas industriais que combinem estratégias para estimular energias renováveis e tecnologias limpas como forma de gerar empregos e recuperar a economia. “Todo país poderia se comprometer com a transição de combustíveis fósseis para renováveis. Essa mudança deveria ser feita não por medo ou sob pressão, mas como uma estratégia econômica consensuada entre governos e sociedade.

David E. Martin – Presidente Executivo da M. CAM Inc., escritor e Palestrante, Professor da Universidade de Virgínia e fundador da Mosaic Technologies Inc., a primeira empresa mundial especializada em transferência de tecnologias sustentáveis. Em 2006, Dr. Martin fez um discurso no Instituto Arlington, no qual previa um colapso do sistema bancário internacional, antes de ocorrer a crise econômica mundial.

Robert Swap – Phd, Professor de Ciências Ambientais da Universidade de Virgínia, escritor e palestrante, especialista em sistemas regionais de meio ambiente, moldando novas formas de desenvolvimento.

Isaac Edington-Diretor presidente do Instituto EcoD, criador e publisher do portal www.ecodesenvolvimento.org.br, administrador de empresas, Pós Graduado em Psicologia Organizacional com formação complementar em Business Estrategies for Environmental Sustainability pela Stanford School of Business e Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral. Faz parte do grupo de articulação para a formação da Rede Brasileira por Cidades Sustentáveis.

Eduardo Shana– Consultor Sênior do Instituto Homo Sapiens, MG, palestrante de renome, Eduardo foi responsável direto pelo desenvolvimento da estratégia de marketing esportivo do Banco do Brasil (marketing Best 1993), criação e implementação de ações promocionais para a Brahma na Copa do Mundo de 1994 (através de contrato com a Fisher e Justus) e atendimento integral da conta de marketing esportivo da Kaiser em 1995 e 1996. Atualmente, realiza palestras como Consultor Sênior da Homo Sapiens.

Emília Queiroga-Coordenadora do Fórum Mundial de Liderança Climática Brasil 2020, educadora especializada na integração do conhecimento e no estudo da conexão ciência-consciência. Especialista em educação diferenciada com perspectivas inovadoras para pessoas e grupos de diferentes áreas de atividade. Palestrante e conferencista internacional. Representante para a América do Sul do State of the World Fórum 2020. Escritora, pesquisadora e conselheira para organizações – com atuação em diversas organizações brasileiras – desde 1982. Ambientalista, membro da coordenação nacional da Carta da Terra – Brasil – desde 1997. Fundadora e membro do Núcleo Mentor do NIC – Núcleo de Inteligência Criativa. Fundadora e Presidente da NIC – Núcleo de Integração das Ciências, entidade sem fins lucrativos, para construção e difusão da consciência no exercício da ética, da ação sistêmica, harmônica e sustentável, visando o bem comum. Título de “notória especialidade”, concedido pela UNESCO por atividades realizadas como Presidente do Núcleo de Integração das Ciências – 1992

Asher Kiperstok – Asher Kiperstok, Engenheiro Civil pelo Technion, Instituto Tecnológico de Israel, 1974, MPhil e PhD em Engenharia Química Tecnologias Ambientais pela University of Manchester Institute of Science and Technology, 1996, e pesquisador do CNPq. Coordenador da Rede de Tecnologias Limpas da Universidade Federal da Bahia que trabalha em parceria com empresas e instituições públicas no sentido de implementar os conceitos de Prevenção da Poluição e Produção Limpa. Professor Associado da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia e Consultor Ad-hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Com vasta produção acadêmica, atua na área de Engenharia Sanitária e Ambiental, com ênfase em Prevenção da Poluição, Minimização de Resíduos e Produção Limpa.  Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Produção Limpa, Tecnologias Limpas, Otimização Ambiental, Produção mais Limpa, Meio Ambiente, Reuso de Água, Minimização do uso da Água, Desenvolvimento Sustentável, Minimização de Resíduos e Otimização de Processos.
SECOM/PMVC