Carandiru: palco de violência contra servidor (Arquivo).

 O parque de operações da Prefeitura de Ilhéus, apelidado de Carandiru dadas as suas semelhanças com o presídio paulista demolido, registrou cenas de horror ontem, segundo informa o site O Tabuleiro, do radialista Vila Nova. O servidor público Luís Carlos dos Santos, foi espancado por policiais militares após discutir com o diretor de Serviços Públicos, Waldemar Bonfim, o “Dema”.

 As cenas revoltaram os servidores e foram narradas ao secretário de Serviços Públios, Carlos Freitas. “Dema”, segundo o site, foi afastado do serviço temporariamente. Os servidores exigem a exoneração do “valentão”. Carlos Freitas disse que levaria o caso ao conhecimento do prefeito Newton Lima, que está em viagem à romântica Veneza, na Itália.

 Os servidores não querem esperar tanto. Exigem que o prefeito em exercício, Mária Alexandre (PSDB), se posicione. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus (Sinsepi), Luiz Cláudio Viana de Machado, o “Lu”, a providência deve ser tomada pelo prefeito em exercício, logo, “e não por alguém que está fora do país”.

Pimenta na muqueca