IRÃ- A Elam Ministries, uma das organizações que tem acompanhado o caso das cristãs iranianas Maryam e Marzieh, agradece as orações dos cristãos ao redor do mundo.
Eles informaram que as jovens não foram detidas, mas que o processo no tribunal ainda se estenderá por mais alguns dias. Assim que houver mais detalhes ou alguma atualização, o ministério informará.
Enquanto isso, os envolvidos no caso pedem que os cristãos em todo o mundo continuem orando.
“Agradecemos por vocês se juntarem a nós para apoiá-las em oração”, declaram os representantes do ministério.

Após passarem mais de nove meses na prisão de Evin, em Teerã, por causa de sua fé em Cristo, as cristãs iranianas Maryam e Marzieh foram soltas no dia 18 de novembro de 2009, mas permanecendo em liberdade condicional.

Conheça mais sobre esse caso.

As cristãs compareceram no dia 13 de abril no tribunal para serem julgadas das acusações pendentes, de propagar o cristianismo e de apostasia (neste caso, abandonar o islamismo). A terceira acusação, de realizar atividades contra o Estado, foi retirada na última audiência, em outubro.

Informações de Elam Ministries: www.elam.com

Portas Abertas