O deputado ACM Neto (DEM) comentou hoje a decisão do senador César Borges (PR) de apoiar a candidatura a governador do ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB). Para Neto, a posição adotada pelo senador foi coerente em relação ao seu partido, que nacionalmente fechou o apoio à candidatura presidencial da ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), mesmo caminho do PMDB de Geddel.

“César fez uma opção que, ao meu ver, deriva da necessidade de coerência com o palanque nacional. O DEM, a partir do momento que o PR deu apoio a Dilma, descartou qualquer possibilidade de receber o apoio do Senador, até porque queremos coerência no apoio à candidatura presidencial de José Serra (PSDB)”, salientou ACM Neto.

ACM Neto frisou que essa é uma questão política, e não pessoal. “Isso não compromete uma amizade história que tenho com o senador”. Sobre a composiçao da chapa do Democratas, Neto afirmou que ela será competitiva e robusta. “Estamos fazendo os últimos ajustes para fazer um anúncio com pompas e circunstâncias”.

Assessoria do Deputado ACM Neto