Duzentos e quarenta policiais cercaram e ocuparam três bairros de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Desde segunda-feira lojas, creches, postos de saúde e escolas estão fechados o ordem teria partido de traficantes da região que acusam a polícia de ter matado dois homens no sábado.
Casas foram revistadas e treze pessoas acusadas de envolvimeto com o tráfico foram presas, mesmo depois do fim da operação, tudo continuou fechado.

Ainda era madrugada quando policiais civis se concentraram em frente ao departamento de investigações da Polícia Civil, em Belo Horizonte. Fuzis, metralhadoras, armamento pesado. Às seis da manhã, o comboio seguiu em direção a Contagem.

A operação envolveu 220 agentes, 65 viaturas e dois helicópteros. Os principais acessos ao bairro estrela Dalva foram cercados.

Os policiais fizeram revistas, entraram nas casas para cumprir também mandados de busca e apreensão. Um homem foi preso por envolvimento com o tráfico.

Desde segunda-feira, comércio, igreja, postos de saúde e escolas estão fechados em três bairros de Contagem. A ordem teria partido de traficantes da região, depois que dois moradores foram assassinados, no sábado. Os criminosos culpam a polícia.

Uma faixa apreendida estava em frente a um sacolão, que não funciona há uma semana. O dono diz que havia deixado a mensagem para os clientes, mas com o fim da operação, as lojas continuaram fechadas.

Correio da Bahia