Por Rodrigo Ferraz

Desde o último domingo (04) vários bairros de Vitória da Conquista estão sofrendo com a falta de água. O gerente regional da Embasa, José Olimpio, esteve no programa Resenha Geral da última quarta-feira (07) e garantiu que até a próxima sexta-feira (08) o fornecimento estará normalizado.  Confira as localidades que estão recebendo água normalmente e outros que irão receber água apenas depois da recuperação da adutora:

 Bairros atendidos através de manobras a partir de ontem:

1 – Alto Maron – A partir da rua Silfredo Sampaio até a Serra do Periperi

2 – Parte alta do bairro Guarani

3 – Ibirapuera

4 – Nenzinha Santos

5 – Nossa Senhora Aparecida

6 – Bruno Bacelar

7 – Cidade Maravilhosa

8 – Vilas Serranas (todas)

9 – Parte alta da URBIS V

10 – Distrito Industrial / Lagoa das Flores

Bairros que serão atendidos após recuperação do nível dos reservatórios principais (estrada da Barra). Desde ontem, provavelmente, podendo sofrer alteração:

1 – Alto das Araras

2 – Inocoop II – parte alta

3 – Jardim das Candeias

4 – Morada do Bem Querer

5 – Caminho da Universidade

6 – UESB

7 – Morada da Vitória

8 – Chácaras Candeias

9 – Nova Cidade

10 – Vivenda da Serra

11 – Alto Panorama

12 – Santa Cecília

13 – Candeias – parte alta

14 – URBIS I

Bairros que serão atendidos após aumento do nível do reservatório elevado na região do Hospital de Base, na sexta-feira:

1 – Ipanema

2 – Kadija

3 – Patagônia

4 – Conveima I e II

5 – Campinhos / Simão

6 – Jardim Valéria

7 – Copacabana

8 – Morada Nova

9 – Santa Terezinha

10 – Cidade Modelo

11 – Morada dos Pássaros

12 – Alto das Araras

Bairros que já foram abastecidos por gravidade – pode ter ocorrido falta de pressão e o volume de água não ter sido ideal:

1 – Centro

2 – Bartolomeu de Gusmão

3 – Bairro Brasil

4 – Bairro Jurema

5 – Jardim Guanabara – lado esquerdo da saída para Itambé

6 – Bairro Recreio

7 – Alto da Boa Vista – parte baixa

8 – URBIS VI

9 – Guarani – parte baixa

10 – Sumaré

11 – Região da avenida Terezina até a Pará

12 – Renato Magalhães – parte

13 – Santa Cruz

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Embasa, desde ontem (quarta-feira) foram concluídos os serviços mecânicos que estão sendo realizados na estação de tratamento, quando a empresa passará a ofertar de 85 a 90% da capacidade, volume necessário para o início do processo de regularização do abastecimento, considerado lento e gradativo, já que grande parte da cidade ficou toda desabastecida.

Blog da Resenha