O heptacampeão Michael Schumacher, da Mercedes, ainda não conseguiu uma atuação neste ano que lembrasse seus tempos de glória na F-1. O piloto alemão explicou que, no GP da Malásia, ele foi mal por conta de problemas mecânicos.

“Foi uma pena que eu não pude terminar a corrida, mas infelizmente perdi a porca da roda traseira esquerda. O carro de repente ficou muito instável na curva, mal pude dirigir e não tinha nenhuma unidade. Inicialmente eu pensei que fosse alguma coisa com a suspensão, mas depois que parei e olhei, e era evidente que foi uma porca faltando. É algo bem raro de acontecer e nos testes nunca tivemos problemas, então temos que ver isso”, falou Schumacher.

Vincent Thian/AP

Michael Schumacher conduz sua Mercedes na Malásia, etapa da F-1 disputada no último final de semana

Schumacher conduz sua Mercedes na Malásia, etapa disputada no último domingo

No entanto, apesar do insucesso de Schumacher ontem, seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, conseguiu o primeiro pódio para a equipe.

“Eu obviamente queria ter terminado a corrida, e eu acho que poderia ter ido razoavelmente bem. Mas no final, é uma corrida de motor, eu lembro disso muito bem. Não faz sentido ficar nervoso com isso, tem que aceitar como parte do jogo e seguir em frente. Pelo menos Nico pontuou e fez nosso primeiro pódio, e fico feliz por ele e pela equipe”, acrescentou.

Schumacher é o décimo no Mundial de Pilotos, com nove pontos. Felipe Massa, da Ferrari, lidera com 39, enquanto Nico Rosberg é o quarto, com 35.

Lancepress