Cão estava preso, mas se soltou e avançou na mulher perto do portão. Agente de zoonoses, de 57 anos, estava fazendo uma vistoria de combate à dengue. Ela sofreu ferimentos nos braços, nas pernas, no pescoço e na cabeça. A polícia chegou e precisou dar dois tiros na boca do animal para que ele soltasse a mulher.