Menos de 24 horas após prometer que conduziria o alvinegro no Brasileirão, treinador não resistiu à derrota para o Americano na Taça Rio e foi despedido do comando, deixando o time em má situação

Vagner Mancini foi demitido do comando do Vasco no início da madrugada desta quinta-feira. O treinador não resistiu à terceira derrota consecutiva do time cruz-maltino na Taça Rio. Dessa vez, o algoz foi o Americano, em pleno São Januário, por 3 a 2.

A demissão foi decidida após uma reunião de cerca de 1h30 com os dirigentes vascaínos, logo após a partida. Em especial no segundo tempo do jogo, o comandante cruz-maltino foi muito xingado por uma parte da torcida, que manifestou a revolta com a sequência de quatro jogos sem vitórias.

Ao apito final, um grupo de torcedores tentou invadir a área reservada a jogadores e à comissão técnica. Houve um princípio de tumulto, algumas grades de separação foram derrubadas, mas os seguranças do clube conseguiram conter a situação e afastar os vascaínos revoltados.

Mancini desceu diretamente para os vestiários, sem revelar se daria entrevista coletiva. O treinador, então, foi informado do fim de seu ciclo sob o comando da equipe. Um dos nomes cotados para assumir o clube é de Tite.

Abril