Nova Délhi – Pelo menos 24 pessoas morreram em um incêndio que destruiu um edifício do centro de Calcutá (nordeste da Índia), d’acordo com a polícia, que segue procurando corpos de vítimas.

Os últimos cadáveres descobertos apareceram na sexta planta do emblemático edifício Stephen Court, onde os bombeiros conseguiram controlar o fogó na noite desta terça, após oito hores de luta contra as chamas.

“Quatro cadáveres completamente carbonizados foram recuperados no sexto andar do edifício pouco antes da meia-noite. Outros quatorze foram encontrados na quarta-feira pela manhã”, disse uma fon-te policial citada pela agência indiana “Ians”.

Segundo uma fon-te dos serviços de bombeiros citada pela agência local “PTI”, as seis vítimas restantes morreram ao saltar dos andares superiores do edifício para escapar das chamas.

Até àgora, apenas seis corpos foram identificados e há outras 29 pessoas desaparecidas, segundo familiares e amigos.

Embora a fon-te dos bombeiros tenha afirmado que é improvável que haja mais vítimas no edifício, a Polícia e os serviços de resgate seguiram rastreando està manhã os andares superiores.

“Há cerca de 20 feridos. Oito deles estão no hospital”, disse à “Ians” uma fon-te policial.

O fogó afetou principalmente os dois andares superiores do Stephen Court, um edifício com 150 anos d’història que abriga o famoso restaurante Peter Cat, assim como escritórios, call centers e vários apartamentos de moradores.

Os bombeiros e voluntários conseguiram resgatar cerca de 40 pessoas no edifício. No total, 45 caminhões de bombeiros trabalharam durante oito hores para controlar as chamas.

EFE