Opine: Você conhece alguém que aproveitou o IPI reduzido? Participe e responda a pergunta na espaço de comentários da matéria.

Concessionárias fazem propaganda dos últimos dias de redução do IPI

As faixas, placas e propagandas das concessionárias não deixam dúvida: estes são os últimos dias para aproveitar a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). No próximo dia 31, vence o prazo para o consumidor comprar automóveis com desconto, e, para garantir boas vendas, as principais lojas estão oferecendo promoções especiais em feirões, de hoje até a próxima semana.

A redução dos 4% do IPI, que incide sobre os carros de modelo Flex de mil cilindradas, deve gerar um crescimento de 12% a 15% no volume total de vendas, como estima o economista Luiz Pimenta, diretor regional da Federação Nacional das Distribuidoras de Veículos Automotivos (Fenabrave). “Só na primeira quinzena de março, as vendas foram 10% maiores do que o mesmo período do mês anterior”, afirma.

Na concessionária Americar, da Fiat, o fluxo de clientes já superou os tradicionais 180 passantes por dia, chegando a registrar movimento de 250 a 280 pessoas, diariamente, pelo menos nos últimos 15 dias, período em que a marca vem realizando feirões nas concessionárias. “Em setembro é que foi o boom mesmo, mas atualmente temos 20% de faturamentos a mais do que o normal”, avalia a gerente-geral da loja, Sandra Azevedo.

Desconto – O empresário Vinícius Menezes, 33 anos, foi um dos que conseguiram comprar um Fiat Palio ganhando cerca de R$ 2 mil de desconto. “Sem a redução, seria mais difícil comprar agora”, diz ele. O modelo com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e trava elétricos, sem outros adicionais, está sendo anunciado por R$ 30.990. Sobre o fim do IPI, ele opina: “Deveriam cancelar de vez esse imposto. Assim, aumenta o consumo, melhora a economia, movimenta tudo”.

No modelo mais procurado e vendido da Ford, o abatimento chega a quase R$ 3 mil. De acordo com Luiz Pimenta, também diretor da Morena Veículos, o modelo básico do Ford Ka está saindo por R$ 22.900, quando o preço na tabela é de R$ 25.750. E ele garante: “Não está faltando carro nas revendedoras. O mercado está abastecido. O que pode acontecer é não ter uma determinada cor ou um acessório”.

A Tarde