O deputado ACM Neto (DEM) disse hoje que a expulsão do deputado distrital Geraldo Naves, preso desde o mês passado acusado de participar do esquema de corrupção no governo de Brasília, “mostrou que o DEM cortou na própria carne e agiu diferentemente de partidos como o PT, cujos membros que participaram do mensalão irão ter papel de destaque na campanha presidencial da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil)”. “O nosso partido agiu com rigor para enfrentar o problema do Distrito Federal, que foi localizado e não atingiu membros do Democratas de outros estados”, declarou. Neto foi responsável pela assinatura da expulsão de Naves e defendeu a decisão de seu partido. “Não podemos adotar uma postura para fora do partido e outra completamente diferente para dentro”, concluiu.

Assessoria do Deputado