Uma criança de 10 meses, com suspeita de picada de animal peçonhento no município de Alagoinhas (a 93 km de Salvador), permanece em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Jorge Valente nesta terça-feira, 16.

Segundo Humberto Alves, diretor médico do hospital, o menino, que já teve uma perna amputada, apresenta uma necrose avançada, porém, o bebê tem órgãos vitais funcionando.

A suspeita é de que ele tenha sido picado por uma aranha-marrom, conhecida por sua picada necrosante. No entanto, a dúvida não se deve ao tipo da picada, mas ao fato de a família não ter encontrado o causador da lesão.

Segundo Alves, o aspecto é totalmente compatível com a picada de um animal peçonhento. Apesar disso, a grande extensão da necrose assusta os médicos. A lesão começou na perna e está avançando por toda a musculatura do bebê.

A Tarde