O ex-secretário de Comunicação e Governo de Porto Seguro, Edésio Ferreira Lima Dantas, 44 anos, se apresentou nesta quarta-feira (10) na sede da Polícia Civil, na Piedade. Acusado de ser o mandante do assassinato de dois professores sindicalistas em 2009, Edésio tinha mandado de prisão preventiva expedido e estava foragido.

Edésio se apresentou às 16h, acompanhado de um advogado. O delegado-geral Joselito Bispo lavrou o auto de apresentação. O fato já foi comunicado à Justiça e uma data para depoimento do acusado deverá ser marcado. A defesa de Edésio já havia pedido um habeas corpus, que foi negado, e o ex-secretário permanece custodiado na Polícia Interestadual (Polinter), de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Edésio é acusado de ser o responsável pela morte dos professores Elisney Pereira Santos, 31, e Álvaro Henrique Santos, 28, executados no dia 17 de setembro de 2009 em Porto Seguro. O Ministério Público também acusa o ex-secretários e dois PMs de terem eliminado três pistoleiros envolvidos no caso.

Correio