Nesta 2ª feira (8), a Força Tarefa do Ministério Público do Estado da Bahia, dedicará atenção especial para ouvir o Cel Inácio Lira, comandante do 9º BPM, Major PM Medeiros, sub-comandante e o Capitão PM Luiz Selmo sobre os crimes ocorrido em Vitória da Conquista após a morte do soldado Marcelo. O MP busca provas que possam elucidar a onda de violência na cidade. Até o momento não foi apresentada nenhuma prova material que possa justificar o indiciamento e prisões de militares.

A prudência do MP reforça a tese que o secretário de segurança pública, César Nunes, foi precipitado ao decretar as prisões administrativas contra quatro PMs da corporação.

Blog da Resenha Geral