Política livre

“‘Nunca se trabalhou tanto na Bahia’ é o mote da última propaganda do governo estadual. Mas o curioso é que, nos outdoors, a imagem que ilustra a frase é a de um sujeito de braços cruzados, símbolo da falta de vontade de trabalhar. Não seria um ato falho de um governo que gosta mesmo é de fazer propaganda”. A ironia é do presidente estadual do Democratas (DEM), o ex-governador Paulo Souto, questionando o que chama de “fúria publicitária governamental”, que, segundo ele, demonstra estar sendo intensificada este ano, “mesmo depois dos excessivos gastos de mais de R$ 100 milhões nas ações promocionais em 2009, quando pouco mais de R$ 20 milhões foram investidos na segurança pública.”

 Na manhã de hoje, em comentário na Rádio Metrópole, Paulo Souto destacou também a iniciativa do governador Jaques Wagner de propor um clima de civilidade e cordialidade na campanha eleitoral deste ano. “Achei ótimo, mas confesso, que vi na manifestação do governador um mea-culpa, uma confissão de arrependimento. Até agora todo o mundo que discordou minimamente do atual governo foi absolutamente desqualificado. Birutas de aeroporto, monte de abestalhados, besteirol foram os termos mais suaves usados não só contra adversários políticos, toda vez que houve qualquer discordância”.